Futuro Administrador

Administração em geral


    O corpo fala.

    Compartilhe

    O corpo fala.

    Mensagem por Ricardo em Ter Mar 24, 2009 11:12 am

    Por Michelle Veronese - www.administradores.com.br


    É dia de entrevista – e você sabe, na ponta da língua, tudo o que precisa fazer para agarrar aquela vaga. Preparou um currículo exemplar, caprichou no visual e ensaiou, diante do espelho, cada resposta que irá dar. Mas, na hora "H", o corpo se recusa a colaborar. Os dedos tamborilam, as pernas não sossegam, o olhar fica inquieto...

    Acredite: esses gestos, em questão de segundos, vão denunciar que você não está confortável naquela situação. E, em alguns casos, podem passar uma imagem de insegurança, fraqueza e despreparo. O entrevistador, treinado para ler a linguagem do corpo, não fará vista grossa. E você, ao tentar se acalmar, pode ficar ainda mais nervoso. Resultado: sua performance vai pelo ralo e, com ela, suas chances de passar na seleção.

    A culpa de tudo isso, acredite, é da ansiedade. “Muitos candidatos não controlam o nervosismo e assim ele transparece durante as entrevistas”, diz Marilda Lopes, psicóloga de São Paulo. Por isso, a especialista recomenda muita calma nesses momentos – e atenção aos olhos, mãos, pernas e braços. É preciso aprender a regê-los, como se fossem uma pequena orquestra, para comunicar exatamente o que você precisa.

    Os olhos

    Sim, eles são o espelho da alma. E, para um observador atento, vão revelar quase tudo sobre você. Um olhar inquieto, que raramente encontra os olhos do interlocutor, pode passar uma imagem de insegurança e de falta de confiança. “Já um olhar firme e que se detém nos olhos do entrevistador, demonstra segurança e passa firmeza em suas colocações”, explica Marilda.

    O aperto de mão

    Deve ser firme, com rápidos movimentos para cima e para baixo, enquanto os olhos encaram o entrevistador. Um estudo da Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, publicado no Journal of Applied Psychology, revelou que o aperto de mão certo causa uma ótima impressão nas seleções de emprego. Os pesquisadores analisaram 98 pessoas e descobriram que aquelas que adotavam o gesto exatamente como foi descrito acima receberam as melhores avaliações nas entrevistas.

    As pernas

    Firmes e bem equilibradas no chão, elas vão comunicar exatamente o que você precisa. Por outro lado, cruzar e descruzar as pernas o tempo inteiro, no mínimo, irá desviar a atenção de quem está conduzindo a entrevista. “Para as mulheres, algumas vezes, esse movimento pode ser tão mal interpretado quanto os decotes exagerados ou as roupas justas”, alerta Marilda.

    Os braços

    Cruzados sobre o peito, eles vão informar que você está na defensiva. Portanto, relaxe e encontre um lugar mais confortável para eles. Se, ainda assim, você não se sentir à vontade, experimente segurar algo – uma caneta ou o seu currículo, por exemplo.

    As mãos

    Acima de tudo, evite usá-las para explorar o ambiente ao seu redor. “Se houver algum objeto em cima da mesa, é melhor não tocá-lo. E procure não tamborilar os dedos”, recomenda Marilda. Segundo a psicóloga, esses gestos – e também roer unhas e estalar os dedos – são indicativos de ansiedade.


    Fonte: Administradores.com.br
    http://www.administradores.com.br/noticias/o_corpo_fala/21786/

    Re: O corpo fala.

    Mensagem por Ricardo em Qua Mar 25, 2009 10:41 am

    Agressivo, invasivo ou submisso?

    Um arquear de sobrancelhas, um movimento sutil dos olhos e até mesmo a posição dos nossos braços podem comunicar mais do que mil palavras. E não estamos exagerando. Acontece que a linguagem do corpo é tão poderosa que, nas conversas cara a cara, quase tudo é dito através dela. “Apenas 35% da comunicação face a face é verbal”, exemplifica Allan Pease, no livro Body Language. O restante, segundo ele, é comunicado pelo nosso corpo, mesmo sem percebermos.

    Agora, imagine o quanto essa comunicação silenciosa pode ajudar – ou atrapalhar – as relações humanas. Durante as conversas ou reuniões de trabalho, seu corpo, por exemplo, pode estar assumindo uma postura agressiva, submissa ou até mesmo desinteressada. Em contrapartida – e talvez sem perceber –, seus colegas podem reagir a esses sinais também demonstrando agressão, submissão ou desinteresse. É assim que começam os mal-entendidos e os problemas de relacionamento... Portanto, olho vivo na postura e nos gestos do dia-a-dia: eles podem revelar muito sobre a sua personalidade e a das outras pessoas.

    Agressivo

    É o tipo que fala alto, franze demais as sobrancelhas e encara demoradamente os outros. Durante as conversas, fica vermelho com facilidade e curva-se para a frente, em atitude ameaçadora.

    Dica: Procure relaxar e tente descobrir o que está levando você a agir dessa maneira. Caso contrário, o ambiente à sua volta sempre ficará tenso.

    Invasivo

    Toca demais as pessoas, dando tapinhas no ombro ou segurando o braço delas. Esse é o típico invasivo e, convenhamos, pouca gente se sente confortável ao lado de pessoas que agem dessa maneira.

    Dica: Respeite a chamada “zona de conforto” alheia, mantendo alguma distância daqueles com os quais você não tem intimidade (até 0,5 metro, segundo alguns especialistas). Ou apenas evite tocar as pessoas durante as conversas.

    Desinteressado

    Olha para todos os lados, exceto para a pessoa com quem está conversando. Também costuma checar as horas, mexer nos papéis e canetas ou simplesmente se perder em devaneios durante as reuniões de trabalho.

    Dica: Controle a dispersão e tente descobrir o que está prejudicando a sua concentração. Um trabalho entediante, muitas vezes, pode levar a esse tipo de comportamento.

    Submisso

    Com a cabeça baixa e o olhar frequentemente voltado para o chão, é o tipo que tenta passar desapercebido. Evita confrontos e se incomoda visivelmente com as pessoas de comportamento agressivo.

    Dica: Erga o queixo e procure olhar as pessoas nos olhos ao se comunicar com elas. Assim, você passará uma imagem de autoconfiança e conquistará mais respeito dos colegas.


    Matérias relacionadas:
    O corpo fala
    Fonte: Administradores.com.br

    Re: O corpo fala.

    Mensagem por Paulo Lima em Qua Mar 25, 2009 7:26 pm

    Muito bom Ricardo...

    É importante dizer que neste caso o importante é sempre manter o bom censo e principalmente preparar-se´para a entrevista...

    Conteúdo patrocinado

    Re: O corpo fala.

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Out 17, 2017 8:30 am